Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Matérias

O vestido perfeito

07/10/2015

  • Márcia Charnizon / vestido: Danielle Benício

    A estrutura do vestido é a grande responsável pela perfeição do modelo em cada corpo

  • The Kreulichs / vestido: Carol Hungria

    Os modelos feitos sob medida dificilmente deixarão a desejar...

  • Leandro Joras / vestido: Carol Hungria

    ...já que são criados de acordo com as características do corpo da noiva

  • Carola Montoro / vestido: Marie Toscano

    Há modelos que podem favorecer mais ou menos cada mulher, dependendo do seu tipo físico

  • Fernanda Calfat / vestidos: Mariana Biasi

    Mas claro, é sempre importante ouvir as vontades e referências das bride to be!

  • Pedro Dimitrow / vestido: Maison Kas

    Resultado final é sempre impecável!

   Encontrar o vestido ideal é a vontade de todas as noivas. E durante essa busca elas costumam ter muitas dúvidas: Será que o vestido ficará perfeito? Qual modelo fica melhor em mim? Mas, o que muitas brides to be não sabem, é que a estrutura da peça é a grande responsável pela perfeição do modelo em cada corpo. Para entender melhor como isso funciona, conversamos com alguns dos melhores estilistas e ateliês do Brasil que deram várias dicas que ajudarão as noivinhas a encontrar o vestido ideal para o grande dia!

    Segundo Carol Hungria, vestidos feitos sob medida dificilmente deixarão a desejar, já que são criados de acordo com as características do corpo da noiva. “A estrutura é o que garante a sustentação e o ajuste. Por isso, é a primeira coisa a ser feita, pois é em cima dessa estrutura que montamos e criamos o vestido, ajustando cada item para que modele perfeitamente a noiva”, explica. Ela conta ainda que todos os modelos contam com o apoio de um corselet interno, que ajuda a esconder pequenas imperfeições. “Esse corselet muda de acordo com cada tipo de decote, para deixar a silhueta sempre perfeita. Um modelo tomara que caia, por exemplo, leva um corselet poderoso que sustente bem o vestido, enquanto um decote profundo pede uma peça que deixe o vestido certinho e bem apoiado”, afirma.

   Mas para garantir um resultado impecável, a estilista Marie Toscano lembra que há modelos que podem favorecer mais ou menos cada noiva, dependendo do seu tipo físico. “Os mais estruturados, por exemplo, funcionam melhor para as mais cheinhas, já que eles modelam e afinam o corpo. Os menos estruturados, são indicados para as mais magras, que não precisam do corpete estruturado. Por isso, cabe a nós, estilistas, avaliar se o modelo que a noiva prefere realmente valoriza o corpo, se é adequado ao horário, etc, e sugerir alterações que a deixem o mais linda possível no grande dia”, diz.

   Camila Chain, da Maison Kas, dá mais algumas dicas sobre a escolha de cada modelo: “Não indico vestidos sereias para as mais cheinhas, pois evidencia mais as formas. As mais baixinhas devem evitar os recortes na cintura, procurando por modelos em A, cujo modelo da saia começando pequeno do quadril. O segredo é ouvir com atenção e carinho, do primeiro atendimento às provas, assim consigo chegar em um vestido que carregue a personalidade da noiva”, afirma.

   Danielle Benício também concorda que escutar a noiva é o ideal. “Chamo meus vestidos de ‘sonhos de vestir’, porque de fato eles começam a ser construídos a partir de um sonho que eu transformo em um desenho”, diz ela que descreve sua sala de corte como um ‘verdadeiro laboratório’. “Lá eu desenvolvo as modelagens para que minhas criações sejam o mais fieis possíveis aos desejos das noivas. As referências trazidas são muito importantes nesse processo, pois é a partir delas que consigo traçar a personalidade e as preferências de cada uma”, diz.

   Mas, mesmo com todas essas “regrinhas”, Mariana Biasi acredita que é possível fazer o que a noiva quiser. “Faço muitas perguntas e durante esse processo informal, que vem desde a primeira conversa, eu vou desenhando algumas opções. Não dá para impor regras, cada noiva idealiza e sonha com um modelo. Tenho a certeza de que segui pelo caminho certo, quando, já na primeira prova, é possível ver a felicidade dela. Isso não tem preço!”, finaliza.
 

Você também
pode gostar de...

Materia

Inspire-se na beleza bridal...

Quem acompanha as redes sociais (e...

Antena Yes

Carol Hungria: dicas de...

Escolher um vestido elegante, bonito e...

Antena Yes

O casamento de Ellie...

Sensação da música pop britânica, Ellie...